Controle psicológico

Que escalada seja um esporte que mistura físico e mente, disso nunca duvidei, mas escalar sem cordas é algo pra quem tem muito sangue frio. Essa é a proposta do psicobloc, uma modalidade de escalada em que se escala sem cordas, mas com água embaixo. Seja rio, lago ou mar, quanto mais alto se sobe, maior o risco de uma queda de mal jeito. E o efeito psicológico que isso causa é a parte interessante do esporte. Escaladores mais fortes e técnicos acabam não indo tão bem quanto outros menos técnicos porém mais centrados.
Aconteceu no Canion do Talhado, afluente do Rio São Francisco, o Red Bull Psicobloc, um evento que reuniu os melhores escaladores do país para testar os nervos em quebradiças rochas de arenito. Lucas Marques, mineiro residente do Rio de Janeiro mostrou que domina técnica e concentração, mexendo inclusive com os nervos de quem assistia. Escalou mais alto que todos, completando duas vias até o final, tão alto que, do cume, era inviável saltar de volta pra água.

This entry was posted in Aventura, Brasil. Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: URL pra trackback.

Post a Comment

You must be logged in to post a comment.